segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Livros




Eu amo ler. Livros são um portal para outras realidades, e quando bem escritos, conseguem me prender de uma maneira única, a tal ponto que eu esqueço o mundo. Não é incomum sentar-me em algum lugar e, ao folhear um bom livro, esquecer o que está a minha volta e mergulhar no universo escrito. São nessas horas que a minha fértil imaginação corre solta. Afinal, se quando estou sozinho minha mente alcança as pradarias do devaneio, com um livro então, retiro-me para outro mundo, outra vida.

Quanta beleza há nas letras. Com elas você vai à medievalidade, ao mundo antigo e até mesmo ao futuro. Você pode embarcar numa espaçonave e visitar outros mundos. Pode pegar em armas e fatiar, fritar ou estripar seus inimigos. Cair em amores rápidos e ardentes. Você pode ser o herói ou o vilão. Você é capaz de rir com as brincadeiras, chorar com as perdas, zangar-se com as injustiças, xingar os desafetos. Muitas são as emoções trazidas por um livro. Um "mix" espontâneo que pode surpreende-lo com as reviravoltas numa viagem que você faz sem sair do lugar.

Não importa o estilo da leitura. Seja ela terror, aventura, ação, romance, policial. Ficção ou não. O importante é a imersão causada. O desligamento do mundo real e o mergulho na realidade literária que te afasta do seu cotidiano e te leva por outros caminhos. Caminhos muitas vezes que você tinha vontade de trilhar, ou você nunca teve vontade de ser um herói, cavalgar pelas planícies, voar em aviões, investigar um crime, brandir uma espada?

Querido Bento que amaste loucamente Capitu, Capitão-piloto Blackthorne que tão corajosamente ganhou o Japão, a brava Sociedade do Anel que venceu a sombra da Terra Média, Bras Cubás que compartilhou de sua vida após a morte, a incrível viagem náutica do professor Aronnax ao lado do misterioso capitão Nemo, a família Stark em seu jogo dos tronos e Daenerys a mãe de dragões, entre tantos outros que fizeram parte da minha vida. 

AH, os livros! Que beleza é o cheiro de um livro novo, o som do folhear de páginas. Bom galera, é hora da partida que O Cortiço me espera, além de uma viagem a 1822. Até a próxima e lembrem-se "O inverno está chegando!".